terça-feira, 4 de março de 2014

Guia de Referências Gamer em Detona Ralph

Mais de um ano após o lançamento do filme resolvi escrever sobre as impressões de um retrogamer sobre o filme. Ou melhor do que isso: demonstrar todas as referências presentes no filme, que de modo geral é um ótimo filme! Para quem não assistiu, eu afirmo: SPOILER ALERT!

Grupo de Apoio ao Vilão

Essa reunião é uma das principais razões a levar os gamers aos cinemas, pois ela foi usada em teasers e trailers, a reunião é uma espécie de alcoólatras anônimos dos vilões, mas o bacana é quem aparece ali, não são vilões fictícios da animação, mas sim grandes conhecidos nossos, como: Clyde, o fantasminha laranja de Pac-Man (o único que não tem o nome terminando em “Inky”); Bowser do Mario; Dr. Robotnick/Eggman do Sonic; Zangief e M. Bison de Street Fighter; Kano de Mortal Kombat, que ainda faz um fatality e talvez o Noob Saibot ou Smoke; Neff o rinoceronte de Altered Beast; Mishaela do jogo Shining Force; um zumbi que deve ser referência aos Resident Evil clássicos; um demônio que pode ser uma referência a Diablo e um Beholder que deve ser do Dungeons & Dragons (Eye of the Beholder, Shadow Over Mystara ou Baldur's Gate - que são os jogos que lembro).


Q*Bert!

Q*Bert era um jogo de arcade que foi portado para diversas plataformas até o SNES em que o objetivo do jogo era mudar as cores de cada cubo em uma pirâmide, fugindo de inimigos. No filme, os personagens aparecem como “sem-tetos” pois o videogame deles não existe mais e foi desplugado. Ainda aparece uma referência ao idioma de Q*bert.



Estação Central de Games e o Bar do Tapper

Bom, o próprio bar do Tapper já é uma referência ao próprio game que inclusive é demonstrado quando o Tapper vai servir Ralph.
 


Ali no próprio jogo, aparece o Sora do Kingdom Hearts, versão 8-Bits. A imagem que consegui é de tão baixa qualidade que não vou postar aqui. Também aparecem  Ryu e Ken indo ao bar e quando aparece a “!” gigante, o som que toca é o do Metal Gear Solid.


Já a Game Central Station é lotada de referências, podemos ver Chun-Li, Cammy e Blanka do Street Fighter. Pac-man e os fantasminhas Blinky, Pinky e Inky. O jogo Pong. Frogger. Rosalina e Peach. O Paperboy do jogo Paperboy e a sua bicicletinha. E o Sonic aparece para dar um aviso de que se os personagens morrerem fora de seus jogos eles estão mortos para sempre. 

Link, Paperboy, estátua de Luke de Super Empires Strike Back
 
Chun-li, Cammy, Snake, Dig Dug e um Chocobo voador?

Frogger e Dig Dug



Pichações

Se você reparar bem no filme, vai ver diversas pichações nas paredes que fazem referência direta a jogos de videogame, a mais impactante é “Aerith Lives” (Aeris vive), fazendo uma referência direta aos rumores de que em Final Fantasy VII, a personagem Aeris, poderia ser ressuscitada ou poderia estar viva em algum lugar. Do outro lado da porta a inscrição "All your bases are belong to us" é uma referência à má tradução de Zero Wing.



Há uma inscrição na parede, Jenkins, que é uma referência a Leeroy Jenkins, um jogador de World of Warcraft que teria ignorado a estratégia de sua guilda e ido ao combate que nem louco, fazendo com que todos fossem massacrados.


Os três Games centrais

Existem 3 games que podemos chamar de centrais, o primeiro é o Conserta Tudo Felix, um game que é uma clara referência a dois outros games na minha opinião, o mais óbvio é o Donkey Kong, o jeito que o Ralph pula e a forma como o Felix pula são bem parecidas com o Donkey e o Jumpman. O outro é um arcade chamado Rampage (que possui conversão para o NES), em que existiam prédiso e você assumia um monstro com o objetivo de destruir os prédios e comer as pessoas que estavam neles.

Jogo do Filme

Rampage versão Arcade
O outro jogo é o Missão de Herói, que é claramente uma cópia de Gears of War e Halo com muitos elementos retirados de Metroid Prime. Inclusive a protagonista é feminina.


O terceiro,  Pista de Corrida Doce, é o jogo onde a história se desenrola, é um misto de Mario Kart, com aqueles jogos genéricos orientais, cheios de personagens fofinhos. Existe uma clara referência a fase Rainbow Road de Mario Kart e aos tubos explosivos que foram introduzidos na versão Wii. Também é interessante o jogo ter um BUG; a questão de personagens aleatórios para os jogadores escolherem; as fases de treino, que podem ser vistas como um “practice”; os power-ups dentro do jogo também são parecidos com os de Mario Kart.


E para encerrar sobre o Pista de Corrida Doce, não poderia faltar o Konami Code que o Rei Doce usa para acessar o código do jogo.



Algumas informações, imagens e partes do texto retirado de: http://nosgeeks.com.br/guia-gamer-do-detona-ralph-confira-as-referencias-ao-mundo-dos-games/

Nenhum comentário:

Postar um comentário